Sobre a avaliação

Como é feita a avaliação dos cursos

O Guia da Faculdade utiliza uma metodologia conhecida como “avaliação por pares” para analisar a qualidade de cerca de 14 mil cursos superiores em todo o Brasil. Nesse processo, a equipe do Guia atua como um instituto de pesquisa, colhendo a opinião de milhares de professores que atuam no ensino superior. Entenda como funcionam as principais etapas desse trabalho:

PARTICIPAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES

  • Todas as instituições de ensino superior cadastradas no Ministério da Educação(universidades, centros universitários, faculdades e institutos) são convidadas para fazer parte do Guia da Faculdade
  • Após se cadastrarem para participar da avaliação, as instituições indicam todos os cursos superiores que estão recebendo novos alunos

 

CURSOS AVALIADOS

A partir de 2020, tanto os cursos da modalidade presencial como os da modalidade a distância são avaliados. Mas não são todas as graduações que entram no processo de avaliação. Para serem analisadas, elas precisam atender aos seguintes critérios:

O Guia da Faculdade avalia os cursos de acordo com as cidades nos quais eles são oferecidos. Se a mesma instituição de ensino oferece o curso de Administração em várias cidades, cada um deles recebe uma nota específica. Caso a instituição ofereça o mesmo curso em diferentes unidades em uma mesma cidade, apenas o curso mais antigo da instituição naquela cidade é avaliado

 

INFORMAÇÕES UTILIZADAS

O coordenador de cada curso que será avaliado recebe um questionário no qual pode apresentar as principais características da sua graduação, com foco em três aspectos:

 

Existem modelos diferentes de questionários para os cursos presenciais e para os cursos a distância. Esses questionários servem de base para os avaliadores darem suas notas para os cursos

 

AVALIADORES E NOTAS

São mais de 9 mil coordenadores e professores do ensino superior brasileiro que se cadastraram para atuar como avaliadores do Guia da Faculdade. É um trabalho voluntário, sem remuneração

Os avaliadores são acionados para dar notas aos cursos das suas áreas de formação e de instituições prioritariamente localizadas na mesma região do País na qual trabalham

Eles são convidados a dar três notas (de 1 a 5) para cada curso:

  • Para a qualidade do projeto pedagógico
  • Para a qualidade do corpo docente
  • Para a qualidade da infraestrutura

Cada curso é distribuído para a avaliação de seis professores

Caso um curso não receba pelo menos quatro notas dos avaliadores, ele é considerado como “sem nota” na avaliação

RESULTADO FINAL

A maior e a menor notas recebidas por curso são descartadas. O resultado numérico do curso em 2020 é a média das notas intermediárias restantes

O resultado numérico de 2020 (com peso 2) é somado ao resultado numérico do ano anterior (peso 1) para se extrair o resultado numérico final de cada curso

O resultado numérico final é transformado em estrelas de acordo com as seguintes faixas de conversão:

  • entre 5 e 4,50 – 5 estrelas
  • menor que 4,50 a 3,50 – 4 estrelas
  • menor que 3,50 a 2,50 – 3 estrelas
  • menor que 2,50 – não estrelado

Um curso só pode ganhar ou perder 1 estrela de um ano para o outro da avaliação

Ao final da avaliação, os cursos são apresentados de acordo com os seguintes conceitos:


  • 5 estrelas
    (excelente)

  • 4 estrelas
    (muito bom)

  • 3 estrelas
    (bom)

  • Não estrelado

  • Sem notas

 

PARCERIA ESTADÃO / QUERO EDUCAÇÃO

O Guia da Faculdade nasceu de uma parceria, fechada no final de 2018, entre o Estadão e uma das principais startups da área educacional do País, a Quero Educação, empresa com sede em São José dos Campos (SP).

No projeto do Guia, coube à equipe da Quero Educação a montagem de todo o processo da avaliação de cursos, incluindo a definição da metodologia utilizada, coleta de informações das instituições de ensino, montagem do banco de avaliadores e tabulação dos dados obtidos.

Os resultados finais da avaliação são divulgados com exclusividade pelo Estadão em suas diversas plataformas.

EQUIPE RESPONSÁVEL

Líder do projeto
Fabio Volpe

Pesquisadores seniores
Cesar Gibelato e Felipe Pedreira

Pesquisadores
Ariane Caldas, Emerson Tersigni, Heloisa Costa, Isabella Lima, Nathalia Velasco, Otávio Bernardi e Patrick de Chiara

Repórteres
Giovana Murça, Isabela Giordan, Mathias Sallit e Patrícia Carvalho

Edições passadas

Veja edição 2019