Palavra-Chave

PATROCINADO


Artes e Design

Senso estético, criatividade, talento e repertório cultural são essenciais aos profissionais dessa área, que precisam aliar essas características ao conhecimento técnico e ao domínio da linguagem para comunicar suas ideias

ARQUITETURA E URBANISMO

O Brasil tem cerca de 100 mil arquitetos, de acordo com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. A maior parte deles se dedica à concepção e execução de projetos arquitetônicos, seja de uma residência ou de uma empresa. Mas o campo de atuação é bem mais amplo do que isso. O profissional da área pode cuidar da arquitetura de interiores, planejando reformas; se dedicar ao paisagismo, desenvolvendo parques, praças e jardins; se especializar em restauro de edificações e até planejar um bairro ou uma cidade inteira (urbanismo).

Para quem se interessa por essa área, características indispensáveis são criatividade, organização e habilidade para desenhar. “Apesar da evolução tecnológica de programas de desenho e representação, saber desenhar envolve visualizar espaços e informações na mente, aspecto básico para nortear o projeto e a materialização das ideias”, explica Mariana Santos, coordenadora associada do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Dominar softwares de desenho e de geoprocessamento também é fundamental.

OS MELHORES CURSOS
5 Estrelas 4 Estrelas

ARTES VISUAIS

A chamada economia criativa – a criação e a oferta de produtos e serviços que têm na criatividade o seu maior valor – é um setor que registra crescimento expressivo no Brasil e no mundo. Quem se forma num curso de Artes Visuais pode atuar nesse mercado de diferentes maneiras. A atuação mais clássica é como artista, tanto nas linguagens mais tradicionais, como pintura e desenho, como nas mais contemporâneas, como audiovisual e multimídias. “Temos ainda a figura do curador, que faz a seleção de obras e artistas para uma exposição; do crítico de arte; de artistas que trabalham em coletivos; e do produtor, que organiza eventos”, diz Maria Cristina Fonseca da Silva, diretora-geral do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Há, ainda, o professor de Artes que atua nas escolas de educação básica (a partir de um curso de licenciatura) ou como educador em espaços culturais e em projetos sociais.

As melhores graduações devem contar com uma boa base de ciências humanas, além de disciplinas práticas, que requerem laboratórios, como os de cerâmica, gravura, fotografia, pintura e multimídia. Uma galeria experimental também é importante.

OS MELHORES CURSOS
5 Estrelas 4 Estrelas

DESIGN

Aliar estética e funcionalidade é a base comum da atuação dos profissionais formados em Design, que podem seguir diferentes caminhos. No design de produto, criam ou aprimoram objetos e máquinas. No design visual, desenvolvem projetos gráficos para mídia impressa e digital, além de logotipos e embalagens. “É uma profissão que envolve criatividade, senso crítico e estético, além de um pensamento sistemático para a resolução de problemas”, diz Leonardo Marques, coordenador de Design da Escola Superior de Propaganda e Marketing, no Rio de Janeiro (ESPM Rio).

Segundo Marques, o designer tem sido um profissional-chave em projetos digitais para melhorar a experiência do usuário, e a tendência é que ele passe a transitar por áreas como realidade virtual e aumentada, inteligência artificial e programação. Ele também tem sido visto como estratégico para a construção de marcas em empresas e como um solucionador de problemas no desenho de serviços, produtos e processos.

Hoje, apesar da grande utilização da tecnologia, o repertório e o senso artístico ainda são fundamentais na formação do profissional, e os melhores cursos da área devem estar atentos a essa combinação.

OS MELHORES CURSOS
5 Estrelas 4 Estrelas

DESIGN DE GAMES

O Brasil é um dos maiores mercados de games do mundo. O número de empresas que desenvolvem jogos passou de 142 para 375 entre 2013 e 2018, segundo dados do Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais. Isso coloca essa indústria como uma das mais promissoras nos próximos anos.

Mas como é um setor que depende da tecnologia, é preciso ficar atento às transformações, que são constantes. “Antes os jogos para celular eram rudimentares e hoje alguns já rivalizam com games para dispositivos mais robustos. Começam também a surgir os primeiros jogos para realidade virtual ou realidade aumentada”, explica Delmar Galisi Domingues, coordenador do curso de Design de Games da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo (SP). Outra mudança é quanto à comercialização. “Os jogos passaram a ser distribuídos por meio digital. Então, um pequeno estúdio pode criar um game e disponibilizar para o resto do mundo”, diz Domingues.

Quem gosta dessa área deve saber que ela é multidisciplinar e envolve design, programação, arte conceitual, animação digital, design de som e marketing, além da busca constante por referências culturais que sirvam de base para novos projetos.

OS MELHORES CURSOS
5 Estrelas 4 Estrelas

DESIGN DE INTERIORES

O designer de interiores é um profissional graduado que trabalha com a ambientação de espaços residenciais e comerciais levando em conta a necessidade e desejos dos clientes e ainda de olho no conforto, na estética e na funcionalidade. E, apesar da crise na construção civil, a carreira continua com boa demanda. “O que já foi construído precisa ser ocupado e, como a função do designer de interiores é fazer a interface entre o ser humano e a Arquitetura, é o último setor da construção civil a ser afetado, possibilitando mais oportunidades no mercado”, explica Glaucus Cianciardi, coordenador do bacharelado em Arquitetura do Centro Universitário Belas Artes, de São Paulo (SP).

Além de cuidar da ambientação de espaços, o designer de interiores ainda pode desenhar móveis, cuidar do paisagismo e fazer gerenciamento de obras, tanto residenciais como comerciais.

Os cursos, geralmente, têm a maior parte da carga horária dedicada a projetos de ambientes, ao estudo das soluções espaciais para diferentes espaços (comercial, residencial, institucional, hospitalar, entre outros) e ao uso de ferramentas analógicas e digitais para simulação de ambientes.

OS MELHORES CURSOS
5 Estrelas 4 Estrelas

DESIGN DE MODA

A tecnologia, a responsabilidade social e o respeito ao meio ambiente são alguns dos grandes temas que estão pautando a indústria da moda e, consequentemente, os cursos da área. “A tecnologia está muito presente em todas as etapas. Hoje, o desenho de roupas, calçados e acessórios e toda a parte de modelagem e corte podem ser digitais. A impressão 3D já é uma realidade, assim como a nanotecnologia nos tecidos”, diz Simone Mina, coordenadora do curso de Moda da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo (SP). Segundo ela, como a indústria da moda é muito poluente, sobressai a necessidade de o profissional ter um olhar sustentável.

Além do estilismo, o profissional pode atuar em várias outras áreas, como negócios, imagem (construção de marca), modelagem, estamparia, fotografia, eventos, marketing, estratégia, mídias e têxtil.

Os cursos devem oferecer uma sólida formação teórica, com disciplinas como história da arte, história da moda, temas contemporâneos, filosofia e pesquisa acadêmica, aliada à prática em ateliês, como os de informática, gravura, acessórios, joias, superfícies e têxtil.

OS MELHORES CURSOS
5 Estrelas 4 Estrelas

MÚSICA

“Mais do que um diploma de curso superior, uma graduação em Música oferece ao estudante um forte embasamento artístico e cultural e um aprofundamento nos aspectos técnicos e estéticos da arte musical”, diz Alexandre Freitas, coordenador do curso de Música (licenciatura) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As possibilidades de atuação profissional são múltiplas: shows, concertos, ensino, pesquisa e produção cultural, entre outras.

Um bom curso deve estar sintonizado com a produção artística contemporânea, possuir corpo docente com formação ou experiência em outras áreas (como Audiovisual ou História) e oferecer boa infraestrutura – como instrumentos em boas condições de uso e estúdios para gravações. Também é importante uma formação que contemple a ligação entre música e tecnologia. “A circulação musical nas novas mídias passou a ser fundamental para a construção de uma carreira artística”, afirma Freitas.

Para quem opta pelo bacharelado, as subdivisões mais comuns são canto, composição, regência e instrumento. Já a licenciatura forma músicos que pretendem trabalhar como professores na educação básica.

OS MELHORES CURSOS
4 Estrelas

TEATRO

Quem se forma numa graduação em Teatro encontra outras oportunidades além da carreira de ator. Esse profissional conhece todas as técnicas de criação de espetáculos, assim trabalha também como diretor, dramaturgo, iluminador, cenógrafo, figurinista e dublador. “É um curso amplo, que forma um profissional para as artes cênicas. Então, antes de pensar na carreira, esse profissional precisa saber se tem afinidade e curiosidade pelo teatro em geral”, alerta Luiz Fernando Ramos, chefe do Departamento de Artes Cênicas da Universidade de São Paulo (USP). Outra possibilidade de atuação é fazer a licenciatura e dar aulas em escolas de educação infantil e ensino fundamental, além de cursos livres em ONGs, associações e centros culturais.

A grade curricular é dividida entre aulas práticas e teóricas. Aprende-se, por exemplo, expressão corporal, técnicas vocais, interpretação, figurino e cenografia. Entre as disciplinas teóricas, estão literatura dramática, dramaturgia, crítica teatral e semiologia. O corpo docente deve ser formado tanto por atores, diretores e cenógrafos como por mestres e doutores. As boas escolas ainda oferecem espaços que simulam um teatro para as aulas de dramatização.

OS MELHORES CURSOS
4 Estrelas

PATROCINADO