ARTIGOS

Busca por velocidade dita ritmo das inovações na área de Telecom

Empresas apostam em aplicações envolvendo internet das coisas e inteligência artificial

Seja para trabalho ou vida pessoal, é difícil imaginar a vida hoje sem internet. E a velocidade com que as coisas ocorrem na web exige das pessoas conexões ultrarrápidas, processo que acaba ditando também o ritmo das empresas do setor de telecomunicações. Para entregar aos clientes produtos e serviços com mais qualidade, a saída é aliar tecnologia e inovação. 

“Hoje, quando falamos em telefonia móvel, o que há de mais moderno é a quinta geração”, afirma Fábio Nahoum, diretor de produtos e proposta de valor da Claro. A empresa oferece aos seus consumidores o 5G+ em 75 cidades do País. “Ainda incentivamos os fornecedores do setor a produzirem telefones com valores mais acessíveis, colaborando fortemente para democratização e aceleração da adoção do 5G para os usuários”, acrescenta o executivo. 

“…incentivamos os fornecedores do setor a produzirem telefones com valores mais acessíveis, colaborando fortemente para democratização e aceleração da adoção do 5G para os usuários.”

– Dante Compagno, diretor executivo B2C da Vivo

Em relação à banda larga fixa, Dante Compagno, diretor executivo B2C da Vivo, afirma que a tecnologia de fibra óptica é a melhor opção para os brasileiros. “Com ela, conseguimos proporcionar a melhor experiência de navegação e com mais velocidade”, explica. 

Para o futuro, a ideia é usar a velocidade das conexões móvel e fixa em outros tipos de tecnologias. “Auxiliamos nossos clientes a absorver todo seu potencial e transformar seus lares em ambientes hightech, com conforto e segurança”, diz Dante. Segundo o executivo, nas lojas da marca, os clientes podem encontrar diversos tipos de dispositivos inteligentes, como lâmpadas, televisores, aspiradores-robôs, assistentes virtuais, sensores e diversos outros gadgets que trazem mais conforto e segurança para as residências.

Fábio Nahoum diz que o 5G representa um universo vasto e de infinitas possibilidades,  muitas ainda nem pensadas. “Para isso, temos fomentado o ecossistema de inovação e realizado investimentos constantes para o desenvolvimento de casos de uso, em parceria com grandes players do mercado, para habilitar aplicações envolvendo tecnologias como internet das coisas e inteligência artificial, por exemplo.”