Vencedores São Paulo

  • 1Fogo de Chão
  • 2Coco Bambu
  • 3Almanara

Após sucessivas quedas nas receitas anuais desde 2015, o setor de alimentação fora do lar fechou 2018 com alta de 3,5% no faturamento, segundo a Associação Nacional de Restaurantes (ANR). Para 2019, a entidade projeta um crescimento de 5%, impulsionado pela melhora do ambiente econômico e com a expectativa da aprovação das reformas no Congresso, especialmente a da Previdência.

“Bares e restaurantes cresceram muito até 2014, quando houve uma queda bastante significativa para o segmento. Estamos em um período de fazer o caminho de volta”, diz Cristiano Melles, presidente da associação. Na prática, os números do ano passado e a expectativa do setor para este ano significam que muita gente que tinha deixado de ir a restaurantes voltou a ter o hábito em 2018. Já consagrados, Fogo de Chão, Coco Bambu e Almanara foram os três mais lembrados no Marcas Mais, parceria entre o Estadão e a TroianoBranding. A categoria Restaurantes fez a sua estreia na pesquisa este ano.

Fundada no Rio Grande do Sul, a  rede de churrascarias Fogo de Chão celebra 40 anos de história e tradição neste ano. Pioneira na internacionalização do churrasco gaúcho, a marca tem hoje 42 unidades nos Estados Unidos, duas no México e duas no Oriente Médio. Segundo Cássio Alexandre da Silva, diretor de Operações do Fogo de Chão, todos os restaurantes da rede contam com uma estrutura que garante conforto e comodidade aos clientes.

“Cada detalhe no Fogo de Chão relembra as origens gaúchas, desde o preparo das carnes ao modo como são servidas, diretamente do espeto à mesa, até a arquitetura peculiar de cada unidade”, explica. “São detalhes que pretendem manter vivos o sabor e a cultura dessa região brasileira tão rica”, afirma.

Com faturamento de R$ 800 milhões em 30 unidades espalhadas pelo País, a rede Coco Bambu aposta no custo-benefício como seu grande diferencial. Segundo estimativas da empresa, a rede deve crescer 20% neste ano e inaugurar a primeira unidade do Coco Bambu Conceito, uma loja menor, mas com padrão de qualidade idêntico àquele visto nos demais restaurantes da rede.

Perto dos 70 anos, que serão completados no ano que vem, os responsáveis pelo Almanara creditam sua popularidade às receitas árabes tradicionais aliadas à instalação em locais estratégicos de São Paulo.

Novidade deste ano, segundo a empresa, as unidades passaram a contar com uma nova carta de vinhos e drinques. Em breve, as unidades da marca também vão oferecer o Shish Barak, prato tradicional árabe, que estará disponível nos cardápios a partir do inverno deste ano.

Segundo a direção do Almanara, a dica de ouro para continuar sendo uma marca lembrada é a hospitalidade. Ao tratar o cliente como um visitante da sua própria casa, as chances de se criar um vínculo com o restaurante crescem bastante, segundo os diretores do grupo.

Além disso, garçons com muito tempo de casa, atenção aos detalhes e preparo artesanal de cada delícia árabe fazem parte do pacote para fidelizar os clientes, informa a empresa.

continuar lendo