Vencedores São Paulo

  • 1Ortobom
  • 2Castor
  • 3Probel

Mesmo com as novas tecnologias surgindo de forma veloz, ainda compramos colchões como nossos avós. Pesquisa sobre o comportamento do consumidor na hora de escolher o companheiro de todas as noites, realizada pelo IEMI Inteligência de Mercado, mostra que quase 70% dos consumidores brasileiros de colchões pesquisam na internet antes de realizar uma compra.

No entanto, conforme o levantamento, quase a metade deles (46%) só estava atrás de informações do produto para conhecer melhor os benefícios do que iria comprar. Após a pesquisa na internet, 81% dos consumidores foram a uma loja física para conhecer melhor e experimentar o colchão. Ao final desse processo, apenas 12,1% optaram por comprar em uma loja virtual.

Pela pesquisa, conclui-se que, no mercado de colchões, não basta estar só na internet, é preciso que o produto esteja acessível ao consumidor nas lojas físicas para que as marcas sejam lembradas. Nesse setor, se destacaram no Marcas Mais, pesquisa fruto de parceria entre o Estadão e a TroianoBranding, a Ortobom, a Castor e a Probel. A categoria colchões estreia nesta edição da pesquisa.

Maior franqueadora do mercado de colchões do mundo, a Ortobom diz estar presente em todos os Estados do País. Tal capilaridade a torna uma marca forte. Segundo o grupo, a missão dele é “oferecer produtos com alta tecnologia para que possam contribuir para a melhor qualidade de vida do nosso cliente”. Para este ano, a Ortobom espera crescer 8,7%. “Será um ano de crescimento e o consumidor estará ainda mais atento à qualidade dos produtos”, informou a empresa, que tem 2,3 mil franqueados.

A Castor atribui a lembrança da marca pelo consumidor às parcerias com as lojas especializadas em colchões, às de móveis e às grandes redes varejistas. “Com mais de 150 lojas espalhadas por todo o Brasil, a consolidação [da empresa] é evidente. Sem dúvidas que a marca e a nossa tradição fazem a diferença”, afirma João Andrade, responsável pelo marketing da empresa.

Para continuar vendendo colchões em uma economia ainda cambaleante, Andrade diz que é preciso investimento pesado em tecnologia e produtividade na área industrial. “Além de máquinas de primeira geração na produção de espumas usando tecnologia americana e suíça, visamos projetos focados no design e acabamento para que possamos tornar os nossos produtos visualmente mais atraentes e exclusivos”, diz. A Castor tem hoje cerca de 1,5 mil funcionários e mais de 150 lojas pelo País.

A Probel, outra marca que foi muito lembrada pelos consumidores, promete para 2019 uma reformulação no design de seus produtos. “Traremos um estilo próprio para o mercado colchoeiro nacional, pensando em harmonia, inovação tecnológica e o máximo conforto”, afirma João Pedro Guanaes, gestor de Marketing da empresa.

Segundo Guanaes, o ano que passou foi muito bom para a empresa. “Tivemos um resultado excelente em 2018, que viabilizou a implantação da nova unidade fabril no Nordeste, em Campina Grande (PB), com previsão de inauguração para este mês (maio)”, conta. A Probel tem hoje 140 lojas exclusivas.

continuar lendo