Seja pra ler as notícias, pedir transporte, fazer as compras do mês ou mandar uma mensagem, o smartphone se transformou em um dos objetos mais utilizados na vida moderna. Na verdade, ele é considerado praticamente uma extensão do corpo. Esses novos hábitos de consumo aumentam a demanda por conexão rápida. Exatamente por isso que o leilão da quinta geração de rede (5G) vem gerando arrecadações bilionárias.

No Brasil, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as primeiras redes comerciais com essa tecnologia devem surgir em 2021. Somente após o leilão que as empresas de telecomunicações deverão começar a investir na estrutura das redes para a entrega dos serviços.

Com o 5G, a expectativa é que a internet se torne 10 a 100 vezes mais rápida. Isso significa, por exemplo, fazer um download de um filme de duas horas em poucos segundos.

Afinal, você sabe quais são os benefícios do 5G?

O 5G é uma tecnologia da mais alta importância para o futuro do Brasil. Afinal, a implementação representa um salto de performance versus gerações anteriores e novas oportunidades para pessoas, negócios e sociedades. “Abrirá caminho a inúmeras aplicações que hoje não são viáveis. A topologia de rede prevista no 5G, além de altíssimas velocidades, permitirá trazer o conteúdo mais próximo do usuário, com baixíssima latência (expressão de quanto tempo leva para um pacote de dados ir de um ponto designado para o outro)”, explica Atila Branco, diretor de planejamento de redes da Vivo.

LEIA TAMBÉM
– Seguro exige alguns cuidados antes da contratação
– Título de Capitalização: detalhes e cuidados
– Tecnologia transforma o atendimento aos pacientes

Com isso, será possível viabilizar serviços como: realidade virtual, realidade aumentada e cidades inteligentes. “Um dos principais avanços em relação às gerações anteriores será a de realmente viabilizar a conectividade das coisas (IoT – Internet das coisas) em uma escala exponencial, abrindo inúmeras possibilidades de novos e inovadores serviços”.

Hábitos dos consumidores serão impactados

Mas será que estamos preparados para tanta conectividade? Para Rafael da Silva Santos, coordenador acadêmico do curso de Redes de Computadores do Centro Universitário FIAP, a chegada do 5G trará grandes mudanças nos hábitos dos consumidores.

“A evolução da velocidade, a diminuição da latência e o aumento de cobertura vão criar nos consumidores um desejo natural para ter mais dispositivos eletrodomésticos conectados em rede, possibilitando a conexão de toda a casa com o 5G. Creio que as equipes de pesquisa dos fabricantes já estejam projetando essa mudança pois em países como o Japão isso já é uma realidade”.

Mudança que também mexerá no bolso do consumidor, já que os aparelhos de celular precisarão ter tecnologia para a nova rede. “São raros os aparelhos no Brasil que estão preparados para o 5G – somente aqueles que foram adquiridos no exterior muito recentemente. Portanto, em sua grande maioria, a população terá que trocar o seu dispositivo se quiser ter acesso a esta nova tecnologia”.

continuar lendo